New Novo Cadastro médico Venha para a familia HSD
Vital Lima CRM
Sem Jaleco

Dr. Rodrigo Azevedo

Saiba como é sua vida fora do hospital

edição

#2

Publicado há:
conhecendo

Dr. Rodrigo Azevedo

“A fotografia me faz ver as coisas por um ângulo diferente”

O olhar clínico do médico intensivista Dr. Rodrigo Palácio de Azevedo não fica restrito ao cuidado com seus pacientes. Pelo contrário, o tem tornado um exímio fotógrafo. Sua sensibilidade aguçada lhe faz perpetuar, em fotos, cidades e suas arquiteturas, paisagens naturais e cenas pitorescas que passam desapercebidas por muitos, mas não por ele, que tem na fotografia seu principal hobby, ao qual se dedica quando não está atuando na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou no Serviço de Medicina Hiperbárica do Hospital São Domingos.

Esse talento de Dr. Rodrigo encontra solo fértil em São Luís, onde se sente “em casa” apesar de ter nascido no Rio de Janeiro, em 26 de novembro de 1976. Dr. Rodrigo Azevedo se formou em Medicina na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e fez residência em Medicina Intensiva na Escola Paulista de Medicina / UNIFESP.

A capital maranhense e seu casario colonial, Patrimônio Cultural da Humanidade, lhe inspiram muitas imagens, captadas por suas poderosas lentes e seu olhar diferenciado nos momentos em que sai exclusivamente para fotografar, seja sozinho ou em grupo de fotógrafos.

Sua rotina começa cedo, às 7h, quando chega ao hospital e inicia a assistência aos pacientes na UTI, onde atua até as 13h, para em seguida se dedicar aos tratamentos no Serviço de Medicina Hiperbárica, atividades que se seguem  até o sábado.

Da família

Mas os domingos são dedicados à família, à esposa Dra. Polyana Azevedo, e aos filhos Tito, Enzo e Caio. “Gosto muito de estar em casa com eles e de ter sempre algo diferente para fazer. Há oito anos, descobri que gosto muito de fotografia. Há uns três anos, decidi que ia estudar fotografia mais profundamente, fiz cursos e nesta época fotografei mais intensamente”, conta Dr. Rodrigo Azevedo.

“Nesta época, decidi ainda que a cada ano me dedicaria a estudar algo novo, dai veio a idéia de estudar aquarismo, radioamador, edição de vídeos, para manter a mente ativa, para matar a vontade de descobrir coisas novas e conhecer novas pessoas. Gerenciar o tempo entre a família, a prática e meu aprimoramento constante como médico e a vontade de descobrir coisas novas não é fácil, mas traz muito satisfação”.

Mas, entre os hobbies, a fotografia é o preferido. “Eu vou para alguns locais específicos da cidade e fico procurando algo diferente. O interessante da fotografia é que às vezes você passa 100 vezes pelo mesmo local e não consegue reparar na beleza que ele tem e com a fotografia você consegue olhar por um ângulo diferente”, afirma ele.

“Recentemente, estive em São Paulo e fui ao centro da cidade a trabalho e aí quando estava voltando, tirei umas fotos com amigos médicos e um deles falou: ‘Rodrigo, só você mesmo para fazer eu ver São Paulo com esses olhos diferentes’”, recordou o médico.

Compartilhamento

Mas o bom de tudo é que suas obras são compartilhadas. “Eu revelo as fotos, guardo-as para mim, faço meu portfólio e também dou para alguns amigos que pedem para decorarem a parede de suas casas. Uso bastante meu Instagram para postar as fotos e também tenho projeto de, no futuro, organizar uma exposição, fazer um livro sobre arquitetura da nossa cidade e com uma mescla de foto e histórias interessantes e curiosas de casarões de São Luís.

Investimento

Dr. Rodrigo gosta tanto de fotografia que investe em equipamentos. “Quando percebi que eu gostava de fotografia, eu comecei a investir em câmeras, mas nada profissional, apenas bons equipamentos para garantir qualidade às minhas fotos”, conta ele. E completa: “ A ideia de me profissionalizar em fotografia até surgiu, mas a paixão pela medicina fala mais alto. A fotografia é um hobby, que é muito importante para qualquer profissional. Você tem que ter sua profissão, mas tem que ter outra coisa que seja mais do que uma diversão, na qual você se aprofunde, estude sobre aquilo e faça como se fosse uma profissão, mas que no fundo é um passatempo, uma diversão mais aprofundada, para deixar a mente ativa, para aprender sempre coisas diferentes, para ver o mundo por outros ângulos”.

O médico lembra que sempre gostou de buscar algo mais, avançar. “Me considero uma pessoa inquieta. Há alguns anos, eu e alguns colegas da residência da UNIFESP fizemos um blog, durante muito tempo, este foi o maior blog de terapia intensiva do Brasil. Temos mais de 2,5 milhões de acessos a esse blog, apesar de termos parado de alimentá-lo por um tempo. Durante a faculdade, queria fazer mais que ir para as aulas, então, tentava participar de tudo: centro acadêmico, participei e ajudei a criar ligas acadêmicas, organizava eventos, aceitava convites dos professores para projetos de extensão em comunidades carentes,  fiz estágios e participei de vários estudos científicos.”, relembra Dr. Rodrigo. O trabalho voluntário continua. Recentemente fui membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica e há 3 anos me dedico, juntamente a outros 9 especialistas do Brasil,  à organização da prova de título da Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB. Estamos ainda organizando a segunda edição do livro Manual de Medicina intensiva da AMIB”, o qual Dr. Rodrigo é um dos editores.

E essa sua característica só lhe traz benefícios. “Adoro estudar medicina, ler artigos e livros de minha área, mas não quero me limitar a isto. O médico deve gostar de arte para entender as pessoas e suas emoções e acredito que é isto que me aproxima da fotografia. Acredito que a fotografia é capaz de me tornar um médico melhor, quando me uma torna pessoa com uma sensibilidade diferente de ver outras pessoas e o mundo a minha volta. Além disto, mantém minha mente viva, alerta e sempre me faz conhecer novas pessoas que eu jamais conheceria se eu não estudasse ou convivesse com as pessoas que fazem coisas diferentes”, conclui, sorrindo, Dr. Rodrigo Azevedo.

E quem quer conferir o talento de Dr. Rodrigo para a fotografia, basta dar uma conferida no seu instagram: @rodrigoazev.

  • Aniversário: maio 26, 2020
  • Naturalidade: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Hobby

O interessante da fotografia é que às vezes você passa 100 vezes pelo mesmo local e não consegue reparar na beleza que ele tem e com a fotografia você consegue olhar por um ângulo diferente

Motivação

Decidi ainda que a cada ano me dedicaria a estudar algo novo, para manter a mente ativa para matar a vontade de descobrir coisas novas.

Sonho

No futuro, organizar uma exposição, fazer um livro sobre arquitetura da nossa cidade e com uma mescla de foto e histórias interessantes e curiosas de casarões de São Luís.

Somos um time repleto de pessoas fantasticas